terça-feira, 20 de agosto de 2013

Videolaparoscopia: Dúvidas? Medos?


Olá!!!

Nosso post de hoje é bem especial!!! Vamos tá falando um pouco sobre a videolaparoscopia!
Toda portadora de endometriose, que nunca passou por esse procedimento, ao ser informada pelo médico da necessidade de ser submetida, com certeza fica com aquele friozinho na barriga!! Aquela ansiedade misturada com dúvidas e até mesmo o medo; afinal de contas tudo o que é desconhecido nos trás um pouco de medo, ne?!!
Pois então, uns dias atrás a nossa amiga Mayara Silva postou nos nossos grupos no facebook um resumo muito bem feito de como foi feita a videolaparoscopia dela. Cheio de detalhes, ela conseguiu contar um pouco da sua história e tirar um pouco da aflição de quem nunca fez um procedimento desse tipo.
Por isso mesmo pensamos: Porque não postar isso no blog? Temos certeza de que será muito útil e vai ajudar a esclarecer muitas dúvidas e matar um pouco da curiosidade de como é es se procedimento!
Porém devemos lembrar de que cada caso é um caso, portanto as cirurgias podem e devem ser diferentes! Varia desde a equipe que vai entrar no centro cirúrgico, uso do dreno, alimentação, permanência no hospital até o tempo de repouso e recomendações!! O nosso objetivo aqui é apenas tentar desmistificar alguns tabus e incertezas que bate antes de um procedimento como esse!!
Lembrem-se também de que é essencial questionar e tirar todas as dúvidas com o seu médico especialista!! Até mesmo aquela dúvida que a gente julga ser boba ou besta! Em relação a Endometriose e a videolaparoscopia isso não existe, hein, meninas!!! O nosso médico está ai para isso e ele é a melhor pessoa para nos orientar e tirar aquelas minhoquinhas que insistem em aparecer!!!
Vale a pena ler também o nosso texto "Cuidados que devemos tomar antes de realizar a Videolaparoscopia" http://eutenhoendometriose.blogspot.com.br/2010/10/cuidados-que-devemos-tomar-antes-de.html
Mas vamos lá conhecer a história da Mayara!!!


"Me chamo Mayara e nasci em 1989. Minha primeira menstruação veio quando eu tinha 12 anos de idade, em um ciclo de 28 a 35 dias. Com o passar do tempo, percebi que estava sentindo muita cólica e aparecendo espinhas. Quando tinha 17 anos, fui a primeira vez em uma ginecologista que me receitou um anticoncepcional. Com o uso desse medicamento minha pele melhorou muito e as cólicas também foram abrandadas. Em 2007 passei muito mal com uma cólica insuportável, fui parar no hospital. O ginecologista que me atendeu solicitou que fizesse um ultrassom e mediante a análise do mesmo afirmou que o meu problema era amenorreia. Então, ele prescreveu uma medicação e também trocou o anticoncepcional para outro. Em 2008 , quando comecei minha faculdade com toda a empolgação, minhas espinhas começaram a aparecer novamente, o que me incomodava muito. Então, procurei uma dermatologista e ela mudou o anticoncepcional.  Porém, eu estava esquecendo muito de tomar as pílulas diariamente, o que acabou não dando o resultado esperado do tratamento. Com a decisão tomada de me casar em Janeiro de 2009 e também com a pretensão de terminar o curso para depois ter filhos, decidi retornar ao consultório da minha ginecologista em busca de um novo tratamento. A Dra. mudou meu anticoncepcional para um que não tinha pausa.

Finalizei minha faculdade em agosto de 2011 e já em setembro parei o anticoncepcional para tentar engravidar. Procurei então a minha médica e ela me receitou um acido fólico e comecei a me preparar para essa nova etapa. Comecei a prática de exercícios em uma academia, fazia drenagem, mudei totalmente a alimentação. Durante 7 meses tentando engravidar notei que a pele estava muito oleosa, os  pelos aumentando, muita acne e cólicas fortes. Foi então que a ginecologista solicitou o ultrassom transvaginal e, após análise do mesmo, verificou-se que eu tinha ovários policísticos.Em Abril de 2012, voltei a tomar anticoncepcional para "limpar" os ovários e com isso minha pele melhorou muito e os cistos diminuíram.  

Seis meses depois , parei o anticoncepcional para tentar engravidar novamente e minha médica receitou um indutor de ovulação. Tomei durante 6 ciclos e sem sucesso, só sofrendo com  sintomas ainda piores: cólicas muito fortes (só melhorava com os medicamentos fortes), diarreia e sangue nas fezes, pele oleosa, pelos aumentando, muita acne e dor na relação sexual. O mal-estar era tão grande que eu já não estava conseguindo ter uma rotina diária normal, prejudicando varias áreas da minha vida. Tive que diminuir trabalho e, por várias vezes evitava sair de casa por estar me sentindo mal. Passei por vários médicos e ninguém descobria o certo, só me passavam medicamentos que de nada adiantavam ou até mesmo pioravam ainda mais o meu estado.

 No inicio de 2013, com o apoio do meu Esposo, meus pais, meus pastores e vários irmãos da igreja começamos uma campanha de oração em busca de uma resposta de Deus.  E foi durante esse período de orações intensas e fervorosas, que a esposa do meu pastor nos convidou a participar de um monte. Também, nessa mesma época, ela teve um sonho que eu estava grávida, com uma barriga enorme, tentando ganhar neném, mas o bebê não saía; então, em seu sonho, de repente só saíram grandes bolas de sangue do meu útero. Fiquei com isso na cabeça e pesquisei muito na internet sobre meus sintomas, me identifiquei muito com a endometriose. Comentei com a minha médica e ela disse que no momento não indicaria a videolaparoscopia; afirmou que a cura seria a gravidez e me encaminhou para uma clinica de Fertilização in vitro. 

Fiquei muito confusa e tomei a decisão de procurar outro ginecologista, o qual, ao ouvir o que descrevi para ele, pediu que eu fizesse uma histerossalpingografia e que provavelmente precisaria da videolaparoscopia. Fiz a histerossalpingografia, procedimento complicado , no qual  senti muita dor e foi extremamente desconfortável. O médico verificou o exame e constatou que estava tudo normal. Resolvi, então, procurar informações a respeito da fertilização in vitro e fui informada que, inicialmente, eu teria que cuidar da endometriose e depois tentar a FIV. Fiz alguns exames e fui encaminhada para um especialista em Endometriose.

Já no exame de toque, o especialista disse que eu teria que fazer uma videolaparoscopia e me encaminhou para o proctologista, o qual me pediu uma ressonância magnética e uma colonoscopia. Passei por uma grande equipe médica que me pediu vários exames e concluíram que eu teria que passar por uma cirurgia por conta da endometriose. A principio a cirurgia seria por vídeo e os médicos me explicaram as possíveis complicações. Havia vários focos de endometriose nos meus órgãos e meu intestino estava prestes a obstruir. Tivemos que correr atrás, pois, seria uma cirurgia muito cara e não tínhamos convênio e além de tudo, tratava-se de uma cirurgia super delicada. Os riscos eram tantos que tive que assinar um termo de consentimento de possíveis complicações e reconhecer firma no cartório. Havia até mesmo o risco de retirada de órgãos e abertura de toda a barriga se fosse necessário.

Continuamos com jejuns e orações, pedindo a Deus que direcionasse tudo. Dentro de um mês conseguimos nos organizar, portas foram se abrindo e tudo foi providenciado. A data da cirurgia foi marcada e no dia 9 de maio de 2013 (quinta-feira), fui submetida ao procedimento cirúrgico, o qual foi concluído com sucesso. 


PREPARAÇÃO PARA CIRURGIA

Três dias antes da cirurgia:  fiz uma higiene geral com depilação (buço, axilas, virilha, pernas e até barriga), fiz também uma hidratação no cabelo, uma esfoliação corporal e organizei toda a mala com camisolas, roupões, lingerie mais frouxas, pantufa, chinelo, roupas bem  leves e objetos. Passei também pelo anestesista para  uma conversa sobre peso, históricos familiares e alergias. Um dia antes da cirurgia tomei café da manhã bem leve e tomei o laxante com suco de limão, passei o dia no banheiro esvaziando o intestino e só comi algumas bolachas água e sal, gelatina e água de coco durante o dia. Seis horas antes da cirurgia não ingerir mais nenhum alimento, nem sólido, nem líquido. 
Acordei 5:00 da manhã,  tomei um banho, terminei de organizar as coisas e já fui para o hospital. As 6:30 veio a enfermeira, pediu para tirar toda a roupa, me passou touca, sapatilhas e roupa aberta do hospital e pediu  que eu me deitasse na maca. Me levaram para o centro cirúrgico, onde o anestesista já me aguardava. 

ANESTESIA GERAL

Primeiramente, o médico ajudou a me tranquilizar com conversa e piadinhas.  Enquanto conversávamos, injetou a anestesia na veia da mão. Lembro-me dele  pedir que eu virasse de costas para aplicar uma peridural, daí para frente, não me lembro de mais nada, apaguei completamente. 

CIRURGIA

Foram colocados quatro instrumentais dentro de mim através de cinco “buraquinhos” feitos pelos médicos: um no umbigo, dois do lado esquerdo e dois do lado direito (Levei no total de 20 pontos) também, foi colocada uma sonda na minha uretra e fui entubada através da garganta. Meu abdômen foi inflado com um gás que no final da cirurgia foi retirado. A cirurgia iniciou 7:00h  e terminou as 13:00h, fiquei em observação em uma sala por 1 hora e mesmo estando muito  sonolenta, a primeira coisa que fiz foi olhar se tinham cortado a minha barriga toda e perguntar se tinham  retirado algum órgão. Agradeci a Deus ao saber que só havia sido necessário fazer a abertura no umbigo e os quatro furos na barriga e agradeci também por não ter sido necessário retirar nenhum dos meus órgãos.

A cirurgia foi um sucesso! E, creio eu que realmente foi um livramento de Deus, pois minha situação estava pior que os médicos imaginavam. Havia vários focos de endometriose na parte pélvica e no intestino, tiveram que tirar cistos no ovário esquerdo, 13 cm do meu intestino e também o apêndice, pois estava inflamado, e isso só foi descoberto durante a cirurgia. O médico disse que se eu não tivesse feito corria o risco de logo ter sérios problemas e até mesmo ter que fazer uma cirurgia de emergência. Deus sabe o que faz! Deus foi maravilhoso!! Os médicos disseram que nunca viram uma cirurgia de tão grande porte ser tão bem sucedida e não ter que abrir a barriga toda, não ter que tirar nenhum órgão, e não ter precisado de ir para a UTI a qual já estava reservada, por precaução, tamanho era o risco que eu corria. Após a cirurgia, entregaram os conteúdos retirados para meu esposo e meu pai para levaram para patologia.

APÓS CIRURGIA

Já liberada pelos médicos, ainda muito sonolenta, fui levada ao apartamento. Lá chegando, vi meu esposo e meus pais. Os médicos e enfermeiros passaram para falar da cirurgia e ver se estava bem sempre usavam estetoscópio para auscultar a respiração, mediam a temperatura e avaliavam os batimentos cardíacos. Recebi antibióticos, anti-inflamatórios, muito soro e analgésico tudo por via venosa ( na veia da mão) e injeção na barriga e bumbum. Usei uma sonda no canal vaginal que foi colocada na cirurgia e teve que permanecer por 10 horas após o procedimento, por causa do envolvimento do ureter na cirurgia. A sonda não dói, só um incômodo no meio das pernas. A retirada também não dói. Obviamente você sente o procedimento quando  a enfermeira, primeiramente, esvazia  o gás que fica dentro da sonda e depois  ela puxa com delicadeza mas não dói nada, só há o incômodo de ardência.

Depois da retirada da sonda, me ajudaram a levantar da cama e  deram –me apoio para que desse os primeiros passos. Fiquei um pouco zonza e doeu um pouco ao me levantar, o que é normal por conta do procedimento, da anestesia e por ter ficado muito tempo sentada e sem me alimentar. Minha mão estava ''inchada'', por causa do acesso à veia. O soro foi retirado 16 horas após a cirurgia. Foi tranquilo não doeu nada. Depois fiquei mais livre para caminhar. 
Foto logo após a cirurgia


A retirada dos curativos é muito tranquilo. Sem dor alguma! Meu primeiro xixi sem a sonda ardeu de levinho, depois passou. Não pode fazer força. Só deixar fluir.   Além do soro, recebi uma alimentação pastosa (comida batida no liquidificador), muito suco e gelatina.                   Algumas gotinhas de sangue, algo que suja muito de leve o absorvente, apareceram quando fui ao banheiro fazer xixi. Vi também que tinha um pouco de sangue no vaso sanitário. Perfeitamente normal, depois de uma menstruação e uma cirurgia. Movimentei-me com cuidado! Acordava de vez em quando de madrugada para me mexer. O certo é não permanecer na mesma posição durante muito tempo!!

Atenção para os gases!! Eles são o pesadelo, portanto, soltem sem vergonha!! Façam isso devagar para não machucar. Tomei um remédio para ajudar. Os gases deixam a barriga muito grande. Enorme! Parece que a gente está grávida. Peça ajuda para se levantar e caminhar devagar, porque melhora rapidinho. Não fale muito!!
Dormi apenas duas noites no hospital depois da cirurgia! Recebi alta com todas as receitas das medicações bem como deveria usa-las.

REPOUSO EM CASA

Os médicos pediram para eu permanecer em um hotel por uma semana, pois minha cidade fica longe, e deveria ficar em observação e voltar para o retorno.
Nos primeiros dias a gente sente dor ao se mexer e andar, mas é necessário fazer isso para uma boa recuperação. Dói também ao tossir e espirrar. É necessário ajuda para se levantar, para não forçar muito. Não dá para exigir nada da gente. Fazer xixi é devagar e com cuidado, pois sangra um pouco. Tomar remédio na hora certinha é importante, senão dói muito. Dormir é um pouquinho complicado, porque é difícil achar uma posição. Notei também que estava duro ao redor do umbigo, mas disseram que era normal. E o umbigo às vezes tem algum vazamento, que os médicos explicam que é tipo um dreno.

Já no quinto dia apos a cirurgia, senti que estava indo bem! Já conseguia levantar sozinha e me virar bem mais! Me senti um pouco inchada, pois meu intestino não funcionou normalmente. Ainda saíam algumas raspas de sangue bem escura e com um odor meio forte, que disseram ser normal, por serem sobras de sangue da cirurgia. No sexto dia acordei cedo e já fui ao laboratório fazer os exames de sangue que os médicos solicitaram e à tarde teve retorno aos médicos e retirada dos pontos. Deu tudo certo! Os exames indicaram que tudo estava normal e os médicos disseram que a cirurgia realmente foi 5 estrelas, um sucesso. E para minha alegria, meia noite meu intestino funcionou pela primeira vez... que felicidade!

No sétimo dia, logo pela manhã meu intestino já funcionou também e tive meu primeiro espiro após a cirurgia... nossa como meu umbigo doeu.. mas passou logo. No oitavo dia tive retorno aos médicos novamente, e recebi os DVDs da filmagem da minha cirurgia. Dias depois, já consegui me movimentar melhor, porém com cautela, seguindo à risca a recomendação  de evitar pegar peso, subir escadas, não fazer muito esforço físico por 60 dias. Academia só poderia voltar após 90 dias.

Após um mês tive os retornos com os médicos, e constou tudo bem, aproveitaram para retirada dos cateteres, eles me sedaram então não senti nadinha. 

MINHA CONCLUSÃO

Bem, depois de tudo o que eu passei, cheguei à conclusão de que tudo foi permitido por Deus, para fortalecimento da minha fé, crescimento espiritual, e para ajudar pessoas através do meu testemunho. Hoje sinto que sou uma pessoa muito privilegiada e abençoada por Deus, pois foi tudo feito no tempo certo, no lugar certo e com as pessoas certas, consegui sair de uma cirurgia com vida e sem nenhuma sequela, tive a benção de encontrar profissionais que cuidaram de mim com toda competência e respeito, tive todo apoio, todo carinho e todo amor do meu Esposo, da minha família, dos irmãos em Cristo, amigos e principalmente de Deus! Além de tudo Deus usou um casal que me presenteou com  mais da metade do valor da cirurgia. Por tudo isso, vejo que Deus realmente agiu e tem agido de uma forma especial em minha vida, principalmente a partir do momento que clamei e descansei na presença do Senhor. Agora, sigo confiante que, no tempo certo de Deus, seremos presenteados por Ele com mais um milagre: o milagre de eu e meu esposo sermos pais e então essa bênção do Senhor em nossas vidas estará realizada por completo, pois, para Deus nada é impossível!"


Agradecemos muito a nossa amiga Mayara Silva por dividir conosco sua experiência!! Se você também quer compartilhar sua experiência, contar sua história com a endometriose, nos envie por email: gapendi@hotmail.com 
Será um prazer publicá-la aqui no blog!! 

Marília Gabriela Rodrigues
Luciana Diamante 

29 comentários:

  1. Adorei!!! Muito interessante!Terei q passar por uma vídeo daqui uns meses e dá um medinho mesmo mas através do relato vemos q não é nenhum bicho d 7 cabeças :)
    Obrigada Mayara e GAPENDI.
    Mayara realmente vc teve um livramento e graças a Deus deu tudo certo, pode ter certeza q em breve Deus envia seu milagrinho!
    Bjão ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amiga!! Que bom que esse texto ajudou a você perceber que a video, de fato, não é um bicho de 7 cabeças. Porém é necessário um cuidado sim porque é uma cirurgia e embora por fora muitas vezes fique parecendo que a cirurgia foi simples, temos que lembrar que internamente somos muito mexidas!!
      Nos mande noticias sobre sua cirurgia, viu!! Desde ja estamos torcendo por você!! bjao

      Excluir
  2. acho muito importante as pessoas falaram de suas experiências aqui, pois foi aqui que tirei muitas das minhas dúvidas. a cirurgia dela foi bem complicada, deviam colocar outros relatos para as pessoas terem noção. passei por uma vídeo não faz um mês (dia 26 de julho de 2013) e foi muito mais tranquila, 10 dias após a cirurgia já voltei a trabalhar e apesar de ainda sentir um pouco de dor embaixo do umbigo e de estar inchada ainda estou me sentindo muito bem.. se alguém quiser saber da cirurgia, quiser conversar sobre como foi minha experiência pode me mandar e-mail janagabi@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Janaina!!
      Caso queira compartilhar conosco sua história e publicá-la aqui no blog, mande para gapendi@hotmail.com
      Será um prazer publica-la!!bjao

      Excluir
  3. Adorei a publicação!!! Deus é fiel...estes depoimentos ajudam bastante. Apenas sugiro que vocês publiquem os médicos e hospitais que fizeram a cirurgia. Kelly

    ResponderExcluir
  4. eu fiz faz quatro meses, mais esta tudo bem graças a DEUS, agora estou tomando as injeção.. eu coloquei nas mãos de DEUS seja feita a sua vondade

    ResponderExcluir
  5. Gloria a Deus Mayara Silva, minha filha tem 16 anos e terá que fazer uma vídeo, meu coração esta apertado mas esta nas mãos do Senhor, estamos na luta para conseguir a cirurgia pois o convenio não cobre, mas fique muito feliz com seu testemunho, que Deus te abençoe grandemente e estarei orando por vc e por todas que estão nessa luta, bjss Cintia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!! As mães sofrem tanto ou até mais do que a gente, ne?! Digo isso porque eu tenho 30 anos, já passei por 5 cirurgias e eu vejo a aflição da minha mãe todas as vezes em que preciso passar por um procedimento ou quando estou com dor forte!! Mas entregue a Deus sim pois sabemos desde já que a cirurgia da sua filha será uma vitória!
      Sobre o convenio não cobrir, infelizmente, a depender do tipo da cirurgia isso acontece mesmo, principalmente, aquelas que precisam de uma equipe multidisciplinar. Mas você pode tentar entrar com uma liminar! Temos algumas meninas no nosso grupo que conseguiram através da liminar! bjao Cintia

      Excluir
  6. muito forte este testemunho... sei bem o que é ver Deus agir... agora fico aqui aguardando a noticia da vinda do bb, pra quando mesmo???? rs
    bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com fé em Deus o bebê da nossa amiga Mayara vai chegar logo logo!!!! E teremos o prazer de publicar essa noticia aqui no blog!!!rs
      Bjão

      Excluir
  7. Oi gente.Sou nova no grupo. pesquisando hoje sobre o Zoladex achei este blog. Neste momento estou de repouso porque fiz uma videolaparoscopia, o meu segundo... hahahaha. É super tranquilo. Nessa segunda senti um pouco mais de dores nas costas, mas por conta da posição na hora da cirurgia. fiquei menos de 24 horas no hospital. E como já passei por esses medos, venho tranquilizar quem vai fazer. Como li em outro post aqui mesmo, confiem no médico. As minhas cicatrizes são tão pequenas, dois pontinhos em cada buraquinho (na primeira foram 3, na segunda foram 4). Boa Sorte para quem irá se submeter!! ;) E claro, estou a disposição para qualquer coisa. email: tullydireito@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. ola Mayara. achei super emocionante eu depoimento.....também fiz uma vídeo so que foi apenas diagnostica.eu não tinha endometriose graças a deus. mas vi uma amiga passar pelo que vc passou e realmente é muito sofrimento. fico feliz de tudo ter dado certo com vc.um abraço e confie sempre em Deus pois tudo a seu tempo!!!!

    ResponderExcluir
  9. Olá Mayara!

    Lindo seu testemunho!

    Minha endometriose, descoberta em Abril deste ano, voltou com tudo essa semana, após resultado da nova ressonância! Mesmo após 4 meses de medicação (Allurene) e após 50 dias da cirurgia que fiz...

    Meu médico disse que sou um dos casos que ele tem mais severos de endometriose e o primeiro caso que não "reage" a esta medicação!!!

    Sei que com isso, precisei entrar com nova medicação, uma injeção (Zoladex) que é aplicada na barriga pelo meu médico e com anestesia local! Essa tomarei 3 doses e cada uma é válida para 3 meses. Ou seja, fico em tratamento com ela até Maio do ano que vem!!!

    Só Deus, meu marido, minha família e amigos pra dar força... infelizmente meu sonho de ser mãe pra logo teve que ser postergado, mais uma vez! Agora não entendo, por que comigo... mas Deus me fará entender um dia!!!

    ResponderExcluir
  10. Oi meninas,
    Mayara vc é uma guerreira, vou fazer uma video semalhante a sua, pois o medico informou que será necessario retirar um pedaço do intestino, pois minha endo esta muito aderida ao intestino, ovario esquerdo e utero. Ja fiz uma video em 2008, mas foi apenas diagnostica. O medico que fará a cirurgia chama-se Carlos Petta, ele é especialista em Endo no Brasil, um profissional muito bem conceituado, porem a cirurgia vai custar 27.000,00 e meu convenio Sulamerica reembolsa apenas 4500,00. Vi voces comentando sobre liminar, será que consigo tb atraves da liminar?
    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Agradeço muito esse relato que mostra tb que os médicos que a atenderam e fizeram a cirurgia fizeram um bom trabalho. Isso me deixa mais tranquila. Se possível, seria bom informar em que local foi feita a cirurgia, para ter como referência para quem vai fazer.

    BeijoCás

    ResponderExcluir
  12. Ola! Me chamo Tatiane. Sou nova por aqui e se puderem me ajudar com uma duvida ficarei muito grata.
    Dia 06/09/2013 eu fiz uma videolaparoscopia e uma histeroscopia para investigaçao de infertilidade, eu estava com endometriose considerada media no peritonio pelvico e com as trompas obstruídas e tbm foi feita uma biopsia do endometrio, como minha consulta com a medica sera so daqui uma semana a duvida q tenho é a seguinte, eu sempre ouvi falar q nas videolaparoscopias eram feitas em torno de 3 incisoes, na minha foi feita apenas a do umbigo e uma no baixo ventre. Minha recuperaçao esta tranquila graças a Deus só essa duvida q ficou na minha cabeça. Se alguem puder me ajudar respondendo.
    Muito obrigada.

    ResponderExcluir
  13. Olá boa tarde. a todas! Meu nome é Alena Katharine,Tenho endometriose diagnosticada em Março de 2008 quando eu tinha apenas 15 dias de casada. Operei no dia 02/12/2009. Depois da cirurgia não fiz nada o medico não me passou medicação nenhuma e por consequência disso os focos voltaram e eu terei que me submeter a outra videolaparoscopia amanhã. Dessa vez para retirada de focos apenas em um ovario o direito. A primeira cirurgia os focos estavam nos dois o vários dessa vez só no direito. E também vou fazer uma histeroscopia. Tenho 37 anos'meu maior sonho é ser mãe... humanamente falando desanimei, mais espiritualmente falando,continuo esperando em Deus. Deus não faz a obra pela metade, Ele sabe que eu sempre vê o sonho de casar ser mãe. Já casei... agora quero ser mãe. Continuo esperando...

    ResponderExcluir
  14. eu estou esperando pra logo fazer essa cirurgia provavelmente proximo mes tirei muitas duvidas.

    ResponderExcluir
  15. Muito obrigado por compartilhar em detalhes a sua experiência. Sou portadora de endometriose profunda e a videolaparoscopia será daqui uma semana. Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  16. Excelente relato. Farei minha vídeo em julho e estou bem confiante. Muito obrigada.

    ResponderExcluir
  17. Olá vou fazer uma vídeo tbm, quantos dias de repouso mais ou menos?

    ResponderExcluir
  18. oi meninas vou fazer a minha video dia 22/06/2015 , to muito confiante que depois vou conseguir engravidar , tenho endometriose descobri este ano , mas ja fazem 4 anos que tento engravidar .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa quanta história parecidas meninas!!! Minha vídeo foi 05/02/2016, descobri em 2015, fazem três anos que tento engravidar.

      Excluir
    2. Oi querida boa noite, fiz a minha video-laparaoscopia dia 29 de agosto, foi para retirar um cisto de ovário, e através do procedimento minha Go descobriu que tenho endometriose.
      Sou tentante, gostaria de saber se vc conseguiu seu positivo? Bjs.

      Excluir
  19. Pessoal poderiam compartilhar o valor da cirurgia? Tenho sulamerica, mas nenhum médico de confiança e encontrei uma que faz particular com otima indicação, ainda não passei mas é fogo ter que pagar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi meu caso, optei ficar com meu médico de confiança. O valor foi 4.500,00 (equipe médica) + (2.000,00) Hospital. Moro em João PessoaqPB.

      Excluir
  20. Olá meninas ....
    Fiz a minha primeira vodeolaporoscopia Endometriose intestinal dia 11/06/15
    Confesso que fiquei com medo ainda estou me recuperando pois senti algumas dores depois de 15 dias após cirurgia.
    Então corri pra emergência falei da cirurgia ai fizeram os exames: Transvaginal,Sangue e Urina tudo deu certo.Acho que a dor foi por causa do cicatrização por dentro.Passaram médios e fui liberada. E c consulta marcada para o ginec..
    Mesmo depois de 45 dias ainda tenho desconforto .
    O importante pra quem vai fazer a vedeo é respeita o seu corpo segui as orientações médica, nada de esforço, varre casa lavar roupa e nada de sexo ainda mais se for que nem meu caso retirada de um pedaço do intestino...Ainda estou em tratamento uso contínuo de Allurene mais Deus está no controle...e Se Deus permiti um baby. Pra alegria...

    ResponderExcluir
  21. Olá...que testemunho lindo Mayara!! Espero que estejas bem.
    Eu passarei por uma videolaparoscopia dia 12/08 para investigar se tenho a Endo, pois tento engravidar há quase 5 anos e não consigo. Esse testemunho vai me ajudar muito quanto ao procedimento.

    ResponderExcluir
  22. Parabéns, que tudo deu certo vou fazer minha
    Cirurgia dia 15/03/16 estou um pouco anciosa
    Mas já entreguei nas mãos Deus.

    ResponderExcluir